Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Maia e Alcolumbre: “saída de Mandetta não é positiva”

E pedem que Bolsonaro não afrouxe o distanciamento social, exigido pelo enfrentamento ao coronavírus

Por Evandro Éboli Atualizado em 16 abr 2020, 19h31 - Publicado em 16 abr 2020, 19h13

Em nota conjunta inédita,  os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, lamentaram a demissão do ministro Luiz Henrique Mandetta.

Eles afirmam que, nesse momento grave, sua saída não é positiva para o país.

“O ministro Luiz Henrique Mandetta foi um verdadeiro guerreiro em prol da saúde pública nesse período em que esteve à frente do Ministério, especialmente no enfrentamento firme ao Covid-19. O trabalho responsável e dedicado do ministro foi irreparável. A sua saída, para o País como um todo, nesse grave momento, certamente não é positiva e será sentida por todos nós”, diz a nota assinada por Maia e Alcolumbre.

Os dois comandantes das casas do Congresso afirmam esperar que Jair Bolsonaro não altera a política do distanciamento social por conta de um “falso conflito entre saúde e economia”.

Continua após a publicidade
Publicidade