Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Lula, o eterno sujeito oculto…

O nome de Lula só é citado seis vezes nas 390 páginas das alegações finais do processo do mensalão, enviado ontem por Roberto Gurgel ao Supremo. Só uma delas, aliás, no corpo do texto. Outras quatro menções ocorreram na transcrição de depoimentos de investigados e, em uma nota de rodapé, a sexta. A propósito, o […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 11h24 - Publicado em 8 jul 2011, 19h21

O nome de Lula só é citado seis vezes nas 390 páginas das alegações finais do processo do mensalão, enviado ontem por Roberto Gurgel ao Supremo. Só uma delas, aliás, no corpo do texto. Outras quatro menções ocorreram na transcrição de depoimentos de investigados e, em uma nota de rodapé, a sexta.

A propósito, o padrão é o mesmo adotado por Antonio Fernando de Souza, quando ofereceu denúncia contra os mensaleiros em março de 2006. Em 136 páginas, foram apenas duas citações de Lula, em notas de rodapé.

Publicidade