Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Líderes do PSL, Major Vitor Hugo e Delegado Waldir se toleram

Relação nunca foi plena

Por Pedro Carvalho - 20 Maio 2019, 11h39

A relação entre o líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir, e o líder do governo, Major Vitor Hugo, nunca foi boa. Tudo começou durante a campanha. Presidente estadual da legenda, Waldir recebeu do diretório nacional 420 mil reais. Desse valor, nem um tostão foi separado para Vitor Hugo, que fez campanha na base do financiamento coletivo e boa vontade.

Não deu outra. O delegado foi o deputado mais votado em Goiás, com mais de 274 mil votos; o major conseguiu um pouco mais de 31 mil.

Ali começou a indisposição mútua.

Hoje, em nome da articulação – quase inexistente – no Congresso, ambos se toleram.

 

Continua após a publicidade
Publicidade