Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Lewandowski coloca em prisão domiciliar presa com filho recém-nascido

Ministro do STF levou em consideração pandemia de coronavírus e a proteção à vida

Por Mariana Muniz - Atualizado em 27 mar 2020, 16h56 - Publicado em 27 mar 2020, 16h50

Em face do coronavírus, o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, concedeu nesta sexta-feira habeas corpus e colocou em prisão domiciliar uma mãe de um bebê de um mês que está em fase de amamentação. A criança nasceu no último dia 20 de fevereiro, dentro da prisão.

A mulher cumpre pena por tráfico de drogas, e teve o pedido negado em primeira instância.

Para o ministro do STF, porém, a decisão que impediu a mulher de ir para a prisão domiciliar confronta as recomendações do Conselho Nacional de Justiça.

É que, segundo o CNJ, tribunais e magistrados devem adotar medidas preventivas à propagação da infecção pelo novo coronavírus no âmbito dos sistemas de justiça penal e socioeducativo.

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Publicidade