Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Gabriel Mascarenhas (interino) Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Juiz que soltou Lula indica ser a favor da prisão em segunda instância

Magistrado ressalvou entendimento pessoal na decisão que autorizou soltura do ex-presidente

Por Mariana Muniz Atualizado em 8 nov 2019, 16h56 - Publicado em 8 nov 2019, 16h50

Na decisão que autorizou a soltura do ex-presidente Lula, o juiz Danilo Pereira Júnior, titular da 12ª Vara de Execuções Penais, quis deixar um ponto claro: pessoalmente, é contra a decisão do STF que derrubou a possibilidade de prisão antes do trânsito em julgado.

“Portanto, à vista do julgamento das Ações Declaratórias de Constitucionalidade nº 43, 44 e 54 – e ressalvado meu entendimento pessoal acerca da conformidade à Justiça, em sua acepção universal, de tal orientação -, mister concluir pela ausência de fundamento para o prosseguimento da presente execução penal provisória, impondo-se a interrupção do cumprimento da pena privativa de liberdade”, escreveu no despacho desta sexta-feira.

Publicidade