Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Juiz confisca Porsche de Eduardo Cunha em nome de Jesus.com

Decisão é de Luiz Antônio Bonat, que determinou que os valores sejam revertidos em favor da Petrobras

Por Mariana Muniz Atualizado em 9 set 2020, 18h47 - Publicado em 9 set 2020, 17h34

O juiz Luiz Antonio Bonat confiscou quatro carros de luxo que fazem parte da frota do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha e que estavam em nome de uma de suas empresas, a Jesus.com. A decisão é desta quarta-feira. 

Pela determinação do magistrado da 13ª Vara da Justiça Federal, o confisco será revertido em favor da Petrobras — considerada vítima dos crimes cometidos pelo ex-deputado. Entre os veículos estão um Porsche Cayenne, um Ford Edge V6, e um Ford Fusion NA WD GTDI.

  • “Tais veículos, com a prolação da presente sentença, devem ser confiscados, nos termos do acima transcrito § 1º do artigo 91 do Código Penal. Primeiro, porque sobre eles recaem suspeitas de que tenham sido adquiridos com verba de origem ilícita. Segundo, porque, ainda que assim não fosse, o confisco por equivalência permite a constrição de bens inclusive lícitos do patrimônio do condenado”, diz a sentença. 

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade