Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Inquérito aberto

O Ministério Público Federal  acaba de solicitar a instauração de um inquérito policial para apurar a concessão de um empréstimo de 2,8 milhões de reais pelo Banco do Brasil à subcelebridade Val Marchiori, amiga do então presidente do banco, Aldemir Bendine, nomeado hoje para comandar a Petrobras. Segundo uma denúncia que vem sendo investigada desde […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 02h10 - Publicado em 6 fev 2015, 16h17
Val, a tal

Val, a tal

O Ministério Público Federal  acaba de solicitar a instauração de um inquérito policial para apurar a concessão de um empréstimo de 2,8 milhões de reais pelo Banco do Brasil à subcelebridade Val Marchiori, amiga do então presidente do banco, Aldemir Bendine, nomeado hoje para comandar a Petrobras.

Segundo uma denúncia que vem sendo investigada desde o ano passado pelos procuradores da República em São Paulo, o empréstimo contrariou as regras do banco, pois a firma da animada Val estava inadimplente.

Val Marchiori, que se tornou conhecida em 2012 depois de participar do reality show  Mulheres Ricas, da Band, era amiga de Bendine e esteve com ele em missões oficiais do banco na Argentina e no Rio de Janeiro, sempre se hospedando nos melhores hotéis dessas cidades.

O MP tenta conseguir documentos relativos ao empréstimo desde outubro do ano passado, mas o BB vinha se recusando a fornecê-los. Agora, a Justiça Federal determinou que a instituição financeira libere os papéis. O BB agora tem prazo até a próxima semana para fazê-lo.

Continua após a publicidade
Publicidade