Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Gabriel Mascarenhas (interino) Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Governo tenta compartilhar peso da transposição com estados

O uso das águas do Rio São Francisco pode custar mais de 800 milhões de reais por ano só com a energia elétrica

Por Robson Bonin 26 set 2019, 07h28

Com problemas de execução de obras em pontos importantes do projeto da transposição do São Francisco, o Ministério do Desenvolvimento Regional vem negociando com os estados beneficiados pelo empreendimento para que assumam a gestão e passem a pagar à União pela água fornecida.

O uso das águas da transposição pode custar mais de 800 milhões de reais por ano só com a energia elétrica gasta para bombear a água nos canais. A conta, na avaliação do governo, deve ser compartilhada com os estados beneficiados: Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte. Os primeiros acordos devem sair até o fim do ano.

Publicidade