Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Governo pressiona líderes da Câmara para garantir aumento de servidores

Na reunião de líderes da Câmara no início desta tarde, muitos deles foram contrários às intenções do governo de aprovar o aumento para servidores públicos e ministros do STF. Acreditam que, em meio às demissões no setor privado, recessão, discussões sobre mudanças nas leis trabalhistas e déficit 170 bilhões de reais, este não seria o […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 22h36 - Publicado em 1 jun 2016, 18h31
Pressão após conversas com Lewandowski e Janot

Pressão após conversas com Lewandowski e Janot

Na reunião de líderes da Câmara no início desta tarde, muitos deles foram contrários às intenções do governo de aprovar o aumento para servidores públicos e ministros do STF.

Acreditam que, em meio às demissões no setor privado, recessão, discussões sobre mudanças nas leis trabalhistas e déficit 170 bilhões de reais, este não seria o momento mais adequado para a medida.

Mas, após as conversas de Ricardo Lewandowski e Rodrigo Janot com o novo governo, Michel Temer quer que a Câmara vote, ainda hoje, os reajustes.

Para garantir a aprovação, Temer resolveu não deixar André Moura trabalhando sozinho e escalou Geddel Viera Lima para entrar em campo.

Ele está em contato com deputados articulando a votação do benefício para os servidores. Devido ao empenho do governo, a matéria deve ser aprovada.

Continua após a publicidade
Publicidade