Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Governadores do Nordeste repudiam ataques de Bolsonaro contra Barroso

Grupo diz que presidente escolheu ministro do Supremo Tribunal Federal com alvos de 'postura virulenta e destrutiva'

Por Mariana Muniz Atualizado em 9 abr 2021, 19h16 - Publicado em 9 abr 2021, 19h04

Os governadores que integram o consórcio Nordeste saíram nesta sexta-feira em apoio ao ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, e repudiaram os ataques de Jair Bolsonaro contra a decisão que determinou a abertura da CPI da Covid pelo Senado. 

Segundo os governadores dos nove estados da região, a agressão de Bolsonaro contra o ministro mostra a “postura virulenta e destrutiva” do presidente.

“É absolutamente inaceitável ver o nosso país enfrentar uma crise tão profunda, que tem provocado tantas perdas, em meio à insana tentativa de criar falsas guerras, sem argumentos, apenas falácias e acusações vazias, além de destemperadas. A nossa luta é pela vida e a superação de um quadro gravíssimo, que vem se transformando em tragédia. Não pode existir outro foco que não seja a união de esforços em torno de soluções”, dizem, em carta. 

Para o grupo, presidido pelo governador do Piauí, Wellington Dias, o “país precisa de uma ação coordenada e solidária, não de omissões e desorientações”. Eles afirmam que enquanto lutam para imunizar as pessoas, não estão “imunes ao descontrole e à inação de quem lidera o governo federal, diariamente fomentando e acentuando novas crises, sem foco na principal: a pandemia”. 

Não se pode jogar com a vida, fazer dela objeto de meros discursos em busca de isenção. O Brasil merece e exige respeito”, escrevem ainda. 

Continua após a publicidade
Publicidade