Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

GfK versus Ibope

A GfK teve mais uma reunião com a cúpula de Record, SBT, Band e Rede TV! na semana passada. Anunciou que, a partir do ano que vem, a Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa não usará mais os dados do Ibope como base – mas, sim, os da GfK. A GfK comemora um avanço a cada […]

Por Da Redação - Atualizado em 31 jul 2020, 02h25 - Publicado em 22 dez 2014, 07h38
A concorrente do Ibope vem aí

Ou um ou outro

A GfK teve mais uma reunião com a cúpula de Record, SBT, Band e Rede TV! na semana passada. Anunciou que, a partir do ano que vem, a Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa não usará mais os dados do Ibope como base – mas, sim, os da GfK.

A GfK comemora um avanço a cada dia, mas o que vai determinar o seu sucesso é se o triunvirato mercado publicitário, empresas e Globo vão usar os seus números. Vai chegar o momento em que usarão no Brasil GfK ou Ibope. Difícil imaginar que usem os dois.

(Atualização às 17h57: a ABEP entrou em contato e informou que Ibope e GfK são apenas associados e que não dará preferência a nenhuma das duas empresas para a constituição da sua base de dados. O Radar mantém a informação de que a GfK fez este anúncio em uma reunião com emissoras de TV há uma semana)

Continua após a publicidade
Publicidade