Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Conteúdo para assinantes

Filhos de Garotinho gastam 10.000 reais por mês em carro particular

Sem austeridade

Por Ernesto Neves - Atualizado em 27 jun 2019, 08h36 - Publicado em 26 jun 2019, 12h00

Os deputados federais Wladimir Garotinho (PSD-RJ) e Clarissa Garotinho (PROS-RJ), filhos do ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho, gastaram em cinco meses  41.435 reais em aluguel de carro particular.

Todo mês, Clarissa desembolsa 4.000 reais na regalia. Já o irmão torra 6.400 reais mensais no serviço.

A prole de Garotinho também não economiza em passagem aérea. Só em fevereiro, Clarissa empregou  47.849 reais para voar entre a Capital Federal e o Rio.

(ATUALIZAÇÃO: Nota da assessoria do deputado Wladimir Garotinho – A locação de veículos para uso em serviço é garantida pela Câmara dos Deputados, em razão do parlamentar não possuir carro oficial. Ao efetuar a locação de dois veículos, um para Brasília e outro para Campos dos Goytacazes, o deputado Wladimir Garotinho optou por modelos usados para garantir austeridade com os gastos públicos, uma vez que os valores se encontram bem abaixo do preço de mercado. Cada parlamentar exerce o seu mandato individualmente, não se pode somar o gasto dos dois só porque são irmãos, e residem em cidades diferentes. Além disso, o deputado Wladimir Garotinho abriu mão da aposentaria especial dos congressistas, o que demonstra que não tem a intenção de participar do rol de privilegiados).

Continua após a publicidade

(ATUALIZAÇÃO: A assessoria da deputada Clarissa Garotinho também enviou nota ao Radar para registrar o seguinte: “A deputada Clarissa Garotinho segue todas as orientações da Câmara dos Deputados para o bom uso da cota parlamentar. A locação do veículo, necessário para atender os deslocamentos da parlamentar em Brasília, foi feita dentro dos valores compatíveis aos do mercado. Com relação as passagens aéreas, vendo que as tarifas praticadas pelo setor aéreo tiveram uma alta significativa, o gabinete tem feito um revezamento entre a equipe que se desloca para acompanhar a atividade legislativa e assim evitar gasto elevado. A coluna induz os leitores a uma interpretação equivocada uma vez que os gabinetes da parlamentar e de seu irmão Wladimir são diferentes, tem gastos e prestação de conta próprios, que não podem ser contabilizados em conjunto apenas pelo laço familiar. Cabe ainda informar que, a deputada escolher por não optar pelo Regime Especial de Aposentadoria Parlamentar , isso sim um privilégio a ser combatido.”)

Publicidade