Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Filho de ex-presidente do INSS conseguiu cargo no governo junto com o pai

Gustavo Bandeira Lopes ficou três meses na SAE, órgão comandado por alguém que conhecia Francisco Lopes há uma década

Por Gabriel Mascarenhas - Atualizado em 17 maio 2018, 17h40 - Publicado em 17 maio 2018, 17h30

Francisco Lopes, expurgado da presidência do INSS nesta quarta (16), assumiu o posto no início de dezembro de 2017.

A posse parece ter vindo com uma onda de sorte para a família Lopes. Na mesma época, o filho dele também arrumou um emprego no governo.

Gustavo Bandeira Lopes foi nomeado assistente técnico da Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) da presidência da República no dia 21 de dezembro, 16 dias após o pai chegar à cadeira de comando do INSS.

A SAE é comandada por Hussein Kalout, que conheceu Francisco Lopes quando ambos trabalharam no STJ, cerca de dez anos atrás.

Publicidade

Ele diz que o currículo de Gustavo Lopes chegou às suas mãos por meio um amigo do mesmo tribunal, mas que jamais recebeu qualquer pedido do ex-presidente do INSS. 

Gustavo ficou apenas três meses na SAE. 

Diz Kalout: “Não tenho nenhum contato com o Francisco. E se fosse uma indicação política dele, nós não teríamos exonerado o garoto”. 

Publicidade