Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Ex-advogado de sargento da cocaína desconfia da confissão do velho cliente

Sobre o militar ter confessado ser o dono único da droga, diz Alexandre Klomfahs: "será que para não incriminar alguém maior?!"

Por Evandro Éboli - 27 fev 2020, 07h30

Primeiro advogado a atuar na defesa do sargento da FAB Manoel Silva Rodrigues, preso com 39 quilos de cocaína, Carlos Alexandre Klomfhas conversou com Radar sobre a situação do militar.

Por ter confessado ser o dono da droga, Rodrigues foi condenado na Espanha a  6 anos e 1 dia de cadeia na Espanha, onde foi flagrado com a droga, num voo de apoio à comitiva de Jair Bolsonaro. Sua confissão reduziu a pena em 2 anos.

Com a ressalva de que não teve acesso a íntegra da decisão, Klomfahs tem lá suas suspeitas.

“O condenado confessou. Será que para não incriminar alguém maior?!”, disse o advogado à coluna.

Continua após a publicidade

 

Publicidade