Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Eunício arremata em leilão apartamento de Ciro Gomes

'Arrematei de sacanagem… O homem não administra nem o patrimônio dele, quer administrar o Brasil?', ironiza o ex-presidente do Senado

Por Robson Bonin Atualizado em 14 jul 2021, 07h40 - Publicado em 13 jul 2021, 16h53

Ex-presidente do Senado, Eunício Oliveira arrematou nesta segunda, num leilão judicial, o apartamento do desafeto Ciro Gomes em Fortaleza, que foi vendido pela Justiça por 520.000 reais para pagar uma indenização devida pelo presidenciável do PDT ao senador Fernando Collor.

“Arrematei de sacanagem… O homem não administra nem o patrimônio dele, quer administrar o Brasil?”, diz Eunício.

Collor entrou na Justiça contra Ciro depois que o pedetista disse que Lula, durante o debate nas eleições de 1989, deveria ter chamado o ex-presidente de “playboy safado” e “cheirador de cocaína”.

Eunício ainda vai comprar, em leilão, outros imóveis do pedetista, a casa que Gomes recebeu do pai em Sobral e que está na mira da Justiça por outros processos perdidos por Ciro. “Vou arrematar tudo. Tá barato”, brinca.

ATUALIZAÇÃO, 19h07 — A assessoria de imprensa de Ciro Gomes entrou em contato com o Radar e enviou uma nota sobre o assunto com quatro pontos: “Trata-se de ação judicial eivada de vícios e nulidade, com recurso pendente de julgamento ao Superior Tribunal de Justiça; Desde o início do processo, em 1999, adversários tentam se aproveitar do fato para fazer politicagem; O clímax se deu agora quando um deles, por mera chicana, aproveitou-se para arrematar os direitos do devedor fiduciário do imóvel, que sequer é propriedade de Ciro Gomes; Ciro Gomes confia na decisão isenta e técnica dos tribunais superiores que darão palavra final sobre a causa.”

Continua após a publicidade
Publicidade