Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Entre amigos

Gilberto Carvalho sentiu nos ouvidos o que boa parte dos movimentos sociais pensa dele e do governo Dilma Rousseff durante eventos para debater as ações voltadas para a Copa do Mundo com a sociedade civil: foi vaiado em São Paulo e no Rio de Janeiro. Ontem, em Brasília, Carvalho conseguiu mobilizar claques e amigos. O […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 03h48 - Publicado em 21 Maio 2014, 19h21
Carvalho gerencia crise no Esporte

Debate com sociedade civil

Gilberto Carvalho sentiu nos ouvidos o que boa parte dos movimentos sociais pensa dele e do governo Dilma Rousseff durante eventos para debater as ações voltadas para a Copa do Mundo com a sociedade civil: foi vaiado em São Paulo e no Rio de Janeiro. Ontem, em Brasília, Carvalho conseguiu mobilizar claques e amigos.

O evento na capital foi uma verdadeira explosão de confetes e aplausos a Carvalho. Mas, em dado momento, alguém resolveu botar o dedinho na ferida. Um sujeito pediu a palavra para criticar a mobilidade urbana – péssima – em Brasília, principalmente nas cidades-satélite.

O representante da sociedade civil mandou:

– Quem elogia mobilidade urbana em Brasília nunca pegou um ônibus.

Eis que os amigos de Gilberto Carvalho, um número enorme do PT, não perdoou e vaiou o crítico. Devem ter achado que não tem nada a ver trabalhador cobrar seus direitos no meio da festa.

Continua após a publicidade

Publicidade