Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Empresários na fila

O jantar de Henrique Eduardo Alves com grande parte dos principais empresários e executivos do país, na terça-feira à noite, rendeu não só um punhado de críticas a Dilma Rousseff. Jerônimo Goergen, deputado gaúcho que organizou o encontro, está recebendo telefonemas da turma que não foi convidada, pedindo uma nova rodada. Goergen já sugeriu a […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 04h24 - Publicado em 21 fev 2014, 11h22
Otimista, apesar de tudo

Interlocução aberta

O jantar de Henrique Eduardo Alves com grande parte dos principais empresários e executivos do país, na terça-feira à noite, rendeu não só um punhado de críticas a Dilma Rousseff. Jerônimo Goergen, deputado gaúcho que organizou o encontro, está recebendo telefonemas da turma que não foi convidada, pedindo uma nova rodada.

Goergen já sugeriu a Henrique Alves criar uma canal permanente – oficial – de contato do empresariado com o Legislativo. Com o Palácio do Planalto avesso à interlocução, não faltarão interessados em participar dos debates. Só na última terça-feira, compareceram representantes de alto escalão de Santander, Gerdau, Souza Cruz, Ambev, Andrade Gutierrez, Queiroz Galvão, BRF, Cosan, OAS e Marcopolo.

Publicidade