Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Em livro e em filme

Chico Buarque não usa a Lei Rouanet para discos ou shows. Mas projetos envolvendo o seu nome têm  recebido o benefício da lei de renúncia fiscal. Primeiro, foi a tradução de seu livro para o coreano bancada pela Biblioteca Nacional. Agora, a Ancine acaba de aprovar a captação com incentivo de 4,4 milhões de reais […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 07h17 - Publicado em 4 dez 2012, 06h34

Filme em homenagem ao compositor

Chico Buarque não usa a Lei Rouanet para discos ou shows. Mas projetos envolvendo o seu nome têm  recebido o benefício da lei de renúncia fiscal.

Primeiro, foi a tradução de seu livro para o coreano bancada pela Biblioteca Nacional. Agora, a Ancine acaba de aprovar a captação com incentivo de 4,4 milhões de reais para o filme Chico, o artista e o tempo.

Produzido pela 1001 Filmes, a descrição do projeto explica que, no longa, que será dirigido por Miguel Faria Jr.,  Chico vai “conversar com a própria memória, (…) circulará no tempo, tendo como base de partida e de chegada o (…)show”.

Continua após a publicidade
Publicidade