Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Em discurso, Regina cita Chico e avisa que tem ‘carta branca’ na Cultura

Atriz reproduziu trecho do famoso Samba de Orly, composto durante o regime militar: 'Vai lá, antes que um aventureiro lance mão'

Por Evandro Éboli Atualizado em 4 mar 2020, 11h51 - Publicado em 4 mar 2020, 11h49

Regina Duarte começou a discursar há pouco, no Planalto, durante a cerimônia de posse na Secretaria de Cultura. Ao falar de sua ótima relação com o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos, a atriz citou um trecho de Samba de Orly, música composta durante a ditadura militar por Chico Buarque, Toquinho e Vinícius de Moraes: “General Ramos me incentivou muito: ‘Vai lá, antes que um aventureiro lance mão'”, disse Regina sobre a conversa que teve com o ministro para aceitar entrar no governo.

Na sequência, a atriz riscou uma linha de independência em sua gestão ao destacar que o “convite de porteira fechada” para tocar a Cultura e a “carta branca” de Bolsonaro foram o que a levaram a aceitar a missão.

Nunca é demais lembrar, Regina assume nesta quarta a cadeira que era de Roberto Alvim, o secretário que foi demitido por citar o trecho de discurso do nazista Joseph Goebbels.

Os olavetes vão derreter nas redes.

Continua após a publicidade
Publicidade