Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Eletrosul vai contratar banco para avaliar ativos

A Eletrosul vai contratar um banco para avaliar sua carteira de ativos. O escolhido terá a missão de fazer um pente-fino e a ajudar a empresa a selecionar o que poderia ser vendido e onde é possível encontrar sócios. Em meio ao momento complicado para o setor elétrico, um comitê de investimentos interno já foi instituído […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 00h07 - Publicado em 12 nov 2015, 19h08
Subsidiária vai concentrar investimentos no Sul

Subsidiária vai concentrar investimentos no Sul

A Eletrosul vai contratar um banco para avaliar sua carteira de ativos. O escolhido terá a missão de fazer um pente-fino e a ajudar a empresa a selecionar o que poderia ser vendido e onde é possível encontrar sócios.

Em meio ao momento complicado para o setor elétrico, um comitê de investimentos interno já foi instituído com a missão de elevar a rentabilidade da companhia. Em um novo posicionamento, a subsidiária da Eletrobras deve concentrar seus investimentos apenas na região Sul.

Entre os principais ativos fora desse escopo, está a participação de 20% na hidrelétrica de Jirau. Há também uma hidrelétrica no Mato Grosso do Sul e participações minoritárias em projetos eólicos e de transmissão de energia.

Em outubro, a companhia já abriu uma chamada pública para encontrar parceiros para construir 2,1 mil quilômetros em linhas de transmissão no Rio Grande do Sul e no Mato Grosso do Sul, arrematados em leilão no ano passado e que devem demandar investimentos de R$ 3,2 bilhões.

Em nota, a Eletrosul disse que “um Comitê de Investimentos, com respaldo do Conselho de Administração, está analisando alternativas de gestão, o que inclui a avaliação de projetos em andamento, a prospecção de parceiros para a participação nos próximos leilões da Aneel e a contratação de assessoria financeira independente para estudo da atual carteira de ativos, visando à sustentabilidade financeira da companhia no médio e longo prazo”.

Continua após a publicidade
Publicidade