Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

E então?

O PSB devolveu ministérios que tinha no governo Dilma. Beleza. Mas alguns ainda se refestelam em bons cargos federais. Roberto Amaral, vice-presidente do PSB, que o diga. Mantém-se nos conselhos de administração de Itaipu e do BNDES, onde recebe um total de 25 000 reais por mês. Estes conselhos se reúnem uma vez por mês ou […]

Por Da Redação - Atualizado em 31 jul 2020, 05h12 - Publicado em 12 out 2013, 08h41
aaa

Amaral: conselheiro de 25 000

O PSB devolveu ministérios que tinha no governo Dilma. Beleza. Mas alguns ainda se refestelam em bons cargos federais. Roberto Amaral, vice-presidente do PSB, que o diga.

Mantém-se nos conselhos de administração de Itaipu e do BNDES, onde recebe um total de 25 000 reais por mês. Estes conselhos se reúnem uma vez por mês ou uma a cada dois meses.

(Atualização, às 9h21 do dia 14 de outubro:  Roberto Amaral entrou em contato para explicar que na quarta-feira passada entregou a Dilma Rousseff sua carta de demissão.  Na sexta-feira, dois dias depois, portanto, o Radar entrou em contato com o BNDES e Itaipu. Ambos informaram que Amaral continuava conselheiro. Certamente por questões burocráticas, a carta de demissão de Amaral ainda não fora repassada.)

Publicidade