Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Difícil missão

Dilma Rousseff e José Eduardo Cardozo conversaram nos últimos dias pela primeira vez a respeito de como o governo se adequará à decisão da Corte Interamericana de Direitos Humanos sobre a revogação da Lei da Anistia e a reparação dos crimes cometidos na repressão à Guerrilha do Araguaia. O problema, na visão do governo, é […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 12h39 - Publicado em 3 mar 2011, 13h36

Dilma Rousseff e José Eduardo Cardozo conversaram nos últimos dias pela primeira vez a respeito de como o governo se adequará à decisão da Corte Interamericana de Direitos Humanos sobre a revogação da Lei da Anistia e a reparação dos crimes cometidos na repressão à Guerrilha do Araguaia.

O problema, na visão do governo, é que algumas ações dependem dos outros poderes. A criação da Comissão da Verdade, por exemplo, será decidida pelo Congresso. Já a palavra final sobre a revisão da Lei da Anistia é do STF.

Publicidade