Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Deputado defende pena de morte e diz que líder do PCC deveria estar morto

Sargento Fahur (PSD-PR), dos mais radicais da bancada da bala,

Mais radical entre os parlamentares “linha-dura” da nova legislatura, o Sargento Fahur (PSD-PR) estreou na Comissão de Segurança em grande estilo: defendeu a pena de morte, ignorando se tratar de cláusula pétrea.

E já teria o primeiro alvo: o líder do PCC, Marcos Camacho, o Marcola.

“Sou a favor da pena de morte. Quando perdemos o controle dos presídios e mesmo lá dentro continuam cometendo crime…Igual esse desgraçado desse Marcola. Custa milhões de reais ao país. Se for solto, vai voltar a cometer crime. Deveria estar morto e executado pelo Estado. Falo isso sem dor na consciência. Não tem conserto. Como milhares de outros no país”.

“No mínimo, no mínimo, temos que adotar a prisão perpétua”.

Fahur, sargente da Polícia Militar do Paraná, revelou que dorme com uma pistola embaixo do travesseiro.

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Paulo Bandarra

    Criminosos vivem padrão europeu e povo padrão africano.

    Curtir

  2. Jose Roberto de Lima Machado

    Não só do PCC!

    Curtir