Clique e assine com até 92% de desconto
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Delatores da Lava-Jato baiana oferecem provas a relatos de Palocci

Ex-ministro petista detalhou como o partido aparelhou fundos de pensão estatais

Por Robson Bonin Atualizado em 30 jul 2020, 19h13 - Publicado em 14 jan 2020, 16h12

Ao detalhar as tratativas dos acertos de propina com sindicalistas petistas que integravam o Petros, o fundo de pensão dos trabalhadores da Petrobras, os delatores da Torre Pituba implodiram esquemas de muitos petistas. Ironicamente, porém, acabaram ajudando um ex-quadro do partido.

O ex-ministro Antonio Palocci fechou um questionado acordo de delação com a Polícia Federal — depois que o MPF esnobou seus anexos — e com os investigadores da Operação Greenfield, que apuram em Brasília a roubalheira petista nos fundos estatais. O ex-ministro não falou diretamente da obra da Petrobras na Bahia, mas disse que a roubalheira delatada pelos empresários da Torre Pituba acontecia em todos os projetos dos fundos, com o apoio e monitoramento da cúpula petista.

Publicidade