Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Pedro Carvalho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Convenção do PMDB será mesmo em fevereiro

A cúpula do PMDB acaba de bater o martelo: a convenção para montar o novo diretório do partido, que deve reconduzir Michel Temer à presidência, será mesmo dia 6 de fevereiro. A antecipação em um mês provocou ira dos governadores Luiz Henrique e Roberto Requião que, apoiados por Orestes Quércia, ameaçaram ir à justiça contra […]

Por Da Redação - Atualizado em 22 fev 2017, 08h35 - Publicado em 26 jan 2010, 22h34

A cúpula do PMDB acaba de bater o martelo: a convenção para montar o novo diretório do partido, que deve reconduzir Michel Temer à presidência, será mesmo dia 6 de fevereiro. A antecipação em um mês provocou ira dos governadores Luiz Henrique e Roberto Requião que, apoiados por Orestes Quércia, ameaçaram ir à justiça contra a decisão.

Parte da cúpula do partido pensou então em rever a antecipação, que havia sido decidida semana passada na residência oficial de Temer, em Brasília. Mas agora há pouco, no mesmo local, a cúpula concluiu que os ataques da ala dissidente virão independente da data em que a convenção ocorrer. Portanto, que venha antes.

A cúpula do partido decidiu também retaliar os dissidentes. Em função da ameaça de ir à justiça, Paraná (de Requião), Santa Catarina (de Luiz Henrique) e Pernambuco (controlado por Jarbas Vasconcelos) não terão qualquer representante no diretório nacional da legenda.

Publicidade