Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Com cabeça na reeleição, Bolsonaro já pensa até em debate com Lula em 2022

Presidente demonstra preocupação com retórica do petista nos eventuais embates em 2022

Por Gustavo Maia Atualizado em 1 Maio 2021, 11h57 - Publicado em 3 Maio 2021, 07h30

Ainda falta mais de um ano para o início da campanha eleitoral, mas o presidente Jair Bolsonaro já começou a ensaiar o que dizer em eventuais debates com o ex-presidente Lula. Em conversas reservadas, ele tem demonstrado preocupação com a retórica afiada do oponente e chega a perguntar, rindo, como é que se debate com o petista.

Umas das respostas que Bolsonaro já começa a testar internamente é que “não tem conversa com bandido”, uma aposta nas condenações da Lava-Jato revogadas pelo STF. Ele também comenta que pretende ignorar solenemente o teor das “besteiras” que Lula disser e falar sobre qualquer outra coisa do seu interesse.

Em 2018, o então candidato do PSL só participou dos dois primeiros debates, na Band e RedeTV. Desgastado pelos ataques que recebia dos adversários, ele já havia decidido não comparecer aos outros eventos, mas acabou sendo impossibilitado por conta da facada que levou em um ato de campanha.

Hoje, aliás, são seis as legendas com chances de abrigar Bolsonaro para as eleições do ano que vem: PRTB, PTB, Patriota, Brasil 35 (ex-PMB), Democracia Cristã e Republicanos. Só o PSL, seu ex-partido, já foi completamente descartado pelo presidente até o momento.

Continua após a publicidade

Publicidade