Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Centro de produção de vacinas contará com tecnologias inovadoras

Parceria entre Fiocruz e ABDI levará transformação digital à maior fábrica de imunizantes da América Latina

Por Manoel Schlindwein Atualizado em 5 fev 2021, 12h57 - Publicado em 5 fev 2021, 14h32

Será assinado hoje um acordo para usar tecnologias da indústria 4.0 na linha de produção de produtos biológicos do Complexo Industrial de Biotecnologia em Saúde (Cibs). O convênio permitirá ainda aumentar a capacidade e a eficiência operacional na produção de vacinas.

O empreendimento será o maior centro de produção de produtos biológicos da América Latina e um dos mais modernos do mundo, e está sendo construído no Distrito Industrial de Santa Cruz, Zona Oeste do Rio de Janeiro (RJ).

Serão investidos 2,47 milhões de reais, sendo 2,1 milhões de reais da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). O montante será usado na transformação digital de processos produtivos de vacinas e medicamentos do Novo Centro de Processamento Final de Imunobiológicos (NCPFI), principal instalação do Cibs.

O acordo de cooperação será firmado entre a ABDI, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico em Saúde (Fiotec). “As novas tecnologias de automação, conectividade e inteligência artificial, usadas para tratamento e análise de dados, possibilitam um grande avanço nos processos de produção, com redução de custos e aumento da eficiência, segurança e produtividade para essa indústria”, afirma o presidente da ABDI, Igor Calvet.

Continua após a publicidade
Publicidade