Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

BTG prevê tombo de 55% no lucro do varejo

O balanço das varejistas de capital aberto no terceiro trimestre deve trazer um retrato dramático da economia. A previsão do banco BTG é que o lucro consolidado de 17 companhias do setor despenque e some apenas R$ 536 milhões, com queda de 55% em relação ao mesmo período de 2014, informa Natalia Viri. No segundo […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 00h17 - Publicado em 19 out 2015, 15h25
varejo

Setor de varejo deve ter um tombo

O balanço das varejistas de capital aberto no terceiro trimestre deve trazer um retrato dramático da economia. A previsão do banco BTG é que o lucro consolidado de 17 companhias do setor despenque e some apenas R$ 536 milhões, com queda de 55% em relação ao mesmo período de 2014, informa Natalia Viri. No segundo trimestre, esse conjunto já viu seus ganhos diminuírem em 47%.

A combinação de inflação alta, desemprego e indicadores fracos de confiança do consumidor deve penalizar principalmente Pão de Açúcar, Via Varejo (dona das redes Casas Bahia e Ponto Frio), Magazine Luiza, Hypermarcas, Restoque (dona da Le Lis Blanc) e Natura.

Na contramão, somente três empresas do setor devem ter crescimento de mais de 1% no lucro, de acordo com as estimativas do banco: a farmacêutica Raia Drogasil, a CVC, de agências de viagens e a varejista de moda Renner

Continua após a publicidade
Publicidade