Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro se reúne com chefe da Pfizer para tentar antecipar vacina

O presidente conversou por videoconferência com o presidente da farmacêutica na América Latina, Carlos Murillo, que já prestou depoimento à CPI da Pandemia

Por Gustavo Maia 14 jun 2021, 18h45

A agenda oficial do presidente Jair Bolsonaro não registra a reunião, mas a página de Palácio do Planalto no Flickr revelou que ele e alguns de seus ministros tiveram nesta segunda-feira uma audiência por videoconferência com o presidente Pfizer na América Latina, Carlos Murillo. O Radar apurou que a conversa ocorreu para tentar antecipar a entrega de doses da vacina da farmacêutica contra a Covid-19 ao Brasil.

Bolsonaro estava sentado entre os ministros da Saúde, Marcelo Queiroga, e das Relações Exteriores, Carlos Alberto França. Também participaram da reunião o chefe da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, e o secretário especial de Assuntos Estratégicos, Flávio Rocha, entre outros assessores.

A audiência, a primeira de Bolsonaro com representantes da Pfizer desde o início da pandemia, não consta na agenda oficial de nenhum dos participantes até o momento.

A Pfizer tentou fechar negócio com o governo brasileiro durante meses e chegou a enviar 81 e-mails sobre o processo de venda de vacinas, mas a compra só foi acertada em março desse ano. A demora é um dos principais alvos da CPI da Pandemia no Senado. Carlos Murillo, por sinal, já prestou depoimento à comissão, no mês passado.

Continua após a publicidade

Publicidade