Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro quase demite Mandetta ao vivo: ‘Tá faltando humildade’

 ‘Acho que o Mandetta em alguns momentos teria que ouvir um pouco mais o presidente da República’, disse Bolsonaro

Por Robson Bonin Atualizado em 3 abr 2020, 16h03 - Publicado em 2 abr 2020, 19h38

Jair Bolsonaro foi questionado há pouco, em entrevista na rádio Jovem Pan, se pensa em demitir Luiz Henrique Mandetta da Saúde. Ele deixou claro que, no meio da guerra, não vai demitir, mas bateu firme no ministro que vem discordando claramente da posição presidencial sobre o plano contra o coronavírus.

Para Bolsonaro, em alguns momentos “tá faltando humildade” ao auxiliar da Saúde. Depois de deixar claro que andou “se bicando” com Mandetta, ele avisou que “nenhum ministro meu é indemissível”.

“Mandetta já sabe que estamos nos bicando. Ele está extrapolando. Mas não posso demitir ministro em meio ao combate. Nenhum ministro meu é indemissível”, disse.

O presidente continuou reclamando: “Acho que o Mandetta em alguns momentos teria que ouvir um pouco mais o presidente da República”.

Percebendo que havia avançado o sinal com o auxiliar, o presidente até tentou retornar e desejou “boa sorte” a Mandetta. E avisou: “Se fizer um bom trabalho, todo mundo ficará feliz no final”.

Continua após a publicidade
Publicidade