Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro ainda espera decisão do STF no caso Adélio, diz ministro

André Mendonça, que substituiu Sergio Moro na Justiça, falou da investigação da facada no programa Poder em Foco

Por Robson Bonin 16 Maio 2020, 10h32

Novo ministro da Justiça, André Mendonça diz que Jair Bolsonaro ainda tem esperanças de ver a investigação sobre o possível mandante da facada avançar no Supremo Tribunal Federal.

A Corte, segundo o ministro, pode decidir autorizar a quebra de sigilo telefônico dos advogados de Adélio Bispo, o autor do atentado. Mendonça falou do assunto no Poder em Foco, do SBT que vai ao ar neste domingo, após o Programa Silvio Santos.

“Uma das vertentes importantes dessa investigação ainda não pode ser efetivada justamente por essa indefinição judicial sobre a viabilidade desse acesso ou não ao telefone dos advogados… Espero que seja o mais breve possível (a decisão do STF), até porque se há algum mandante, se há algum agente externo que tenha motivado ou contribuído para o ato do Adélio, essa pessoa está solta e certamente coloca o presidente da República numa situação de maior risco,se há essa figura”, alertou.

Nesta semana, a Polícia Federal concluiu no inquérito sobre o caso que Adélio agiu sozinho e sem mandantes. A PF disse que não foi comprovada a participação de partidos políticos, facções criminosas, grupos terroristas ou mesmo paramilitares em qualquer das fases do crime.

Na entrevista, André Mendonça, que assumiu o ministério no dia 29 de abril, também fala sobre a saída de Sergio Moro e avalia os desdobramentos do inquérito que apura a acusação de tentativa de interferência de Jair Bolsonaro na Polícia Federal. O programa vai ao ar neste domingo após o Programa Silvio Santos.

Continua após a publicidade
Publicidade