Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaristas apresentam pedido de impeachment contra Witzel

Deputados pedem afastamento do governador por supostos grampos e ingerências nas investigações do caso Marielle

Por Mariana Muniz - Atualizado em 18 fev 2020, 18h09 - Publicado em 18 fev 2020, 16h33

Os deputados estaduais que integram a chamada “bancada bolsonarista” da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro entraram nesta terça-feira com um pedido de impeachment contra o governador do estado, Wilson Witzel (PSC).

O requerimento foi protocolado junto à presidência da Alerj, comandada pelo deputado André Ceciliano (PT). A justificativa dada pelos parlamentares é o suposto escândalo envolvendo grampos e escutas ilegais nas dependências do Palácio Tiradentes.

O documento é assinado pelos deputados Alana Passos, Doutor Serginho, Renato Zaca, Anderson Morais, Filippe Poubel, Coronel Salema e Márcio Gualberto.

A denúncia por crime de responsabilidade é feita com base na acusação, por parte dos deputados, de que Witzel estaria agindo, por meio de seu secretário Lucas Tristão, para embaraçar as atividades dos parlamentares – com o emprego de grave ameaça.

Continua após a publicidade

Os parlamentares também argumentam que o governador tem agido com “ingerência” junto às investigações do caso Marielle Franco, promovendo, segundo eles, vazamentos seletivos de informações de maneira a comprometer, sobretudo, a família de Jair Bolsonaro – que foi arrolado no pedido como testemunha de acusação.

Publicidade