Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bancada da Bala quer suspender inquérito por atingir seus integrantes

Investigação das fake news: líder do grupo, Capitão Augusto enviou ofício a Toffoli nesse sentido

Por Evandro Éboli - 27 May 2020, 21h27

O líder da Bancada da Bala, deputado Capitão Augusto (PL-SP), enviou ofício ao presidente do STF, Dias Toffoli, no qual reforça o pedido de Augusto Aras para suspender o inquérito que investiga a disseminação de fake news que atingem ministros do tribunal.

Um dos argumentos de Augusto para justificar seu pedido é que há alguns representantes da bancada que são investigados por essas acusações.

Pelo menos dois deputados da Bancada da Bala, ambos do PSL, são citados no inquérito: Daniel Silveira e Carlos Jordy, ambos do Rio.

“Alguns parlamentares membros desta bancada tiveram seus nomes anunciados enquanto alvos de operações no âmbito do referido inquérito, cabendo tão logo solicitar de Vossa Excelência, que na sessão plenária que deliberar sobre o inquérito, seja reforçado perante todos os membros da Suprema Corte, o disposto da Constituição  que prevê “os deputados e senadores são invioláveis, civil e penalmente, por quaisquer de suas opiniões, palavras e votos”, diz o ofício.

Continua após a publicidade

 

Publicidade