Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Após prisão do pai, Clarissa Garotinho abandona reunião sobre crise no Rio

Após a prisão do pai, o ex-governador Anthony Garotinho, sua filha, a deputada federal Clarissa Garotinho, deixou às pressas a reunião sobre a crise orçamentária do estado. O encontro, que aconteceu no Palácio Guanabara, sede do governo estadual, teve a presença de 24 deputados e do governador, Luiz Fernando Pezão. A reunião começou às 9h30 e […]

Por Da Redação - Atualizado em 30 jul 2020, 21h20 - Publicado em 16 nov 2016, 11h50

clarissa_garotinho

Após a prisão do pai, o ex-governador Anthony Garotinho, sua filha, a deputada federal Clarissa Garotinho, deixou às pressas a reunião sobre a crise orçamentária do estado.

O encontro, que aconteceu no Palácio Guanabara, sede do governo estadual, teve a presença de 24 deputados e do governador, Luiz Fernando Pezão. A reunião começou às 9h30 e Clarissa pôde permanecer por apenas 1 hora, já que seu pai foi preso por volta das 10h30.

Anthony Garotinho foi levado para a sede da Polícia Federal no Rio, na Praça Mauá, região central. O mandado de prisão foi expedido pela Justiça Eleitoral de Campos, no norte fluminense, por ordem do juiz Glaucenir Silva de Oliveira.

Continua após a publicidade

Ele é investigado na Operação Chequinho, que tem como objetivo apurar o uso eleitoral do programa Cheque Cidadão. O benefício social teria sido usado para compra de votos nesta eleição. Segundo sua defesa, no entanto, a operação foi ilegal e abusiva. O advogado do ex-governador, Fernando Fernandes, já entrou com um pedido de habeas corpus.

Publicidade