Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Alves impressionou

Quando entrou no centro de convenções Ulysses Guimarães, local do evento do PMDB, ontem à tarde, Dilma Rousseff ouviu a parte final do discurso inflamado de Henrique Eduardo Alves, que criticava a imprensa e convocava a plateia peemedebista a levantar e, numa grande salva de palmas, mostrar que o partido era maior do que as […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 10h45 - Publicado em 16 set 2011, 11h24

Quando entrou no centro de convenções Ulysses Guimarães, local do evento do PMDB, ontem à tarde, Dilma Rousseff ouviu a parte final do discurso inflamado de Henrique Eduardo Alves, que criticava a imprensa e convocava a plateia peemedebista a levantar e, numa grande salva de palmas, mostrar que o partido era maior do que as críticas “publicadas na mídia”.

Surpresa com o tom de Alves, Dilma perguntou a Michel Temer:

– Quem está falando é o Henrique? Nossa, quanta empolgação, estou impressionada.

Quando finalmente foi anunciada e subiu ao palco, Dilma reservou seu primeiro abraço para quem? Alves.

Ninguém pode acusá-la de falta de jogo de cintura ao afagar um derrotado.

Continua após a publicidade
Publicidade