Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Advogados pedem reunião de 18 horas com Cunha antes de interrogatório

Querem prepará-lo para audiência do dia 14 de setembro

Por Ernesto Neves 23 ago 2018, 12h12

Os advogados de Eduardo Cunha solicitaram ao juiz Sergio Moro nesta quinta (23) o encontro reservado com o político a fim de prepará-lo para o interrogatório do dia 14 de setembro.

Segundo a defesa, serão necessárias duas reuniões, cada uma com nove horas de duração, nos dias 12 e 13 de setembro.

Ele será interrogado sobre as suspeitas de  participação no pagamento de propinas em negócios com sondas para exploração do pré-sal.

Os advogados argumentam também que precisam de local privado e sem qualquer barreira física para a conversa.

Isso porque, afirmam, o único local disponível na cadeia da Polícia Federal em Curitiba é o parlatório, onde ficam separados de Cunha por um vidro.

Continua após a publicidade
Publicidade