Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Abre a porta

Dilma Rousseff esqueceu aquela conversa de fazer reuniões periódicas com a turma do Congresso, como ocorreu durante um curto período do ano passado. Na ocasião, tentando afagar as excelências do Congresso, Dilma chegou a determinar que, em caso de viagem dela, Michel Temer os receberia. Os cabeças da base aliada – assim como nove entre […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 04h01 - Publicado em 21 abr 2014, 10h05
Nada de reuniões

Nada de reuniões

Dilma Rousseff esqueceu aquela conversa de fazer reuniões periódicas com a turma do Congresso, como ocorreu durante um curto período do ano passado.

Na ocasião, tentando afagar as excelências do Congresso, Dilma chegou a determinar que, em caso de viagem dela, Michel Temer os receberia.

Os cabeças da base aliada – assim como nove entre dez parlamentares – sentem falta de acesso ao gabinete de quem manda. Os líderes, principalmente do Senado, têm tentado encontrar a melhor maneira de convencer Dilma a retomar as reuniões de tempos em tempos.

No fundo, porém, ninguém acredita na possibilidade de Dilma voltar a abrir o Palácio do Planalto periodicamente.

Continua após a publicidade
Publicidade