Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia e Mariana Muniz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A volta da ‘vassourinha’

Ações como a de João Doria (PSDB) remetem ao jingle de Jânio Quadros

Por Pedro Carvalho 3 jan 2017, 09h00

O Brasil parece querer voltar às suas origens. A vassourinha de Jânio Quadros voltou com tudo na política — literalmente.

João Doria (PSDB), vestido de gari, varreu o chão da avenida 9 de Julho, em São Paulo. É verdade que a ação durou apenas 10 segundos, mas ele prometeu colocar a “mão na massa” toda semana.

Lá em Goiânia o prefeito Iris Rezende (PMDB) disse que quer convocar um mutirão para varrer a cidade. Em 1966, quando foi eleito pela primeira vez, o hoje peemedebista já fazia ações desse tipo.

Em 1960, o jingle de Jânio Quadros falava em “varrer a bandalheira”. Não deixa de ser simbólico, e apenas isso, políticos trazerem de volta a vassoura.

Continua após a publicidade
Publicidade