Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Com coronavírus, sustentação oral em “plenário” do STF é virtual

Advogado Cézar Britto envia vídeo de oito minutos com defesa de plenário

Por Evandro Éboli - 1 abr 2020, 11h31

As bancas de advocacia vão se adaptando aos novos tempos de epidemia e sem qualquer contato presencial nos tribunais.

O advogado Cézar Britto, ex presidente da OAB, enviou ao STF uma sustentação oral virtual em plenário. Talvez a primeira desde que o Supremo adotou medidas para prevenção do Covid-19. Um vídeo de oito minutos.

A defesa online do advogado é em favor do Sindicato dos Servidores da Assembleia Legislativa de Santa Catarina numa ação que pede a suspensão de leis estaduais que envolvem a incorporação aos vencimentos de gratificação de função comissionada por tempo de serviço.

E abre assim seu vídeo de oito minutos:

Continua após a publicidade

“Senhores ministros, espero que todos estejam bem nesse tempo em que a solidariedade e a ciência são as melhores respostas que a humanidade precisa e que Vossas Excelências, como julgadores têm dado para a Nação. Que  garantam que o isolamento social não seja sinônimo de isolamento entre as pessoas  que o mundo da virtualidade nos aproxima”.

Britto aproveitou o “timing” para fazer sua sustentação ‘’virtual” e argumenta que, em tempos de pandemia e incerteza da manutenção de emprego e renda, a estabilidade financeira é fundamental e que não é hora de se achatar salários de servidores.

 

Publicidade