Clique e assine a partir de 9,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Evandro Éboli, Mariana Muniz e Manoel Schlindwein. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A fonte secou

Uma decisão judicial criou o caos no fluxo de pagamento dos clubes brasileiros nas últimas semanas. A Globo foi obrigada a pagar uma dívida de 9 milhões de reais do Botafogo, que já havia antecipado recursos da emissora relativos aos próximos anos de contrato de direitos de transmissão. O modelo atual prevê que os clubes […]

Por Da Redação - Atualizado em 31 jul 2020, 03h00 - Publicado em 27 set 2014, 08h22
marcelo campos

Pinto: suspensão do adiantamento aos clubes

Uma decisão judicial criou o caos no fluxo de pagamento dos clubes brasileiros nas últimas semanas. A Globo foi obrigada a pagar uma dívida de 9 milhões de reais do Botafogo, que já havia antecipado recursos da emissora relativos aos próximos anos de contrato de direitos de transmissão.

O modelo atual prevê que os clubes peguem empréstimos em bancos com a Globo fazendo o papel de garantidora. Como Marcelo Campos Pinto, diretor da Globo Esportes, percebeu que a penhora abria um perigoso precedente de ter que arcar com o endividamento gigantesco de clubes, decidiu que o repasse para todos fosse interrompido até que se resolva a questão.

O resultado é que todos os clubes estão a míngua.

Publicidade