Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

A choradeira da base

Responsável pela articulação do governo com o Congresso, Ideli Salvatti sabe que terá trabalho neste primeiro semestre, enquanto as votações na Câmara e no Senado não forem esvaziadas pela campanha eleitoral. Ideli, no entanto, considera ter pelo menos um ponto favorável neste ano: a pauta relativamente tranquila de projetos de interesse do governo. Não há, […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 09h39 - Publicado em 30 jan 2012, 11h32

Muita saliva para gastar

Responsável pela articulação do governo com o Congresso, Ideli Salvatti sabe que terá trabalho neste primeiro semestre, enquanto as votações na Câmara e no Senado não forem esvaziadas pela campanha eleitoral.

Ideli, no entanto, considera ter pelo menos um ponto favorável neste ano: a pauta relativamente tranquila de projetos de interesse do governo. Não há, na visão do palácio, nenhuma proposta vital para o funcionamento do governo pendente no Congresso. Tirando o projeto do fundo de previdência, a Lei Geral da Copa, o Código Florestal ou os royalties do petróleo não são temas que tiram o sono de Ideli.

Publicidade