Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

“Dilma eu te amo!”

Carlos Lupi começou há pouco a depor na Câmara sobre as falcatruas no Trabalho. Estava indo bem até o momento em que um assessor esbarrou num computador da comissão produzindo um som metálico. O tucano Fernando Francischini aproveitou a deixa: — É a primeira bala, ministro? E Lupi, no ato: — Quem sabe! Tem muita […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 10h13 - Publicado em 10 nov 2011, 10h48

Lupi ama Dilma

Carlos Lupi começou há pouco a depor na Câmara sobre as falcatruas no Trabalho. Estava indo bem até o momento em que um assessor esbarrou num computador da comissão produzindo um som metálico. O tucano Fernando Francischini aproveitou a deixa:

— É a primeira bala, ministro?

E Lupi, no ato:

Continua após a publicidade

— Quem sabe! Tem muita gente querendo, mas Deus é forte, é grande e nos protege.

Lupi não parou mais: acusou a imprensa de “execrar as pessoas como vermes”, pediu desculpas públicas por “jeitão italiano meio exagerado” e voltou a falar de Dilma Rousseff:

— Quando se começa a atingir o soldado da tropa é para atingir o general.

E, num lapso de romantismo, Lupi olhou para as câmeras e mandou:

— Presidenta Dilma, peço desculpas: eu te amo!

Continua após a publicidade
Publicidade