Clique e assine a partir de 9,90/mês
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Uma esmola, pelo amor dos pobres

Custa tão pouco!

Por Ricardo Noblat - Atualizado em 30 jul 2020, 19h34 - Publicado em 15 jul 2019, 11h00

Este governo tem dados fartas provas de que é formado por pessoas que só entendem de rico, disse-me um deputado cinco estrelas com largo trânsito no Palácio do Planalto. Segundo ele, de pobre só quem entende é o presidente Jair Bolsonaro.

Mas nem por isso ele se preocupa tanto com os pobres como deveria. Nesse caso, quem o diz é Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, um conservador como Bolsonaro, só que mais inteligente. Com a palavra:

“O que a gente quer é que o governo dê certo. […] O presidente Bolsonaro sempre representou corporações, que têm estabilidade no emprego. Esse é um eleitor que não passa fome, não fica desempregado.”

A propósito: a reforma tributária a ser proposta pelo Ministério da Economia deverá reduzir a alíquota máxima do Imposto de Renda das pessoas físicas, de 27,5% para 25%, e empresas, de 34% para 25%. Os ricos agradecem.

Publicidade