Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Sarney com Temer, e não abre

Solidariedade

Por Ricardo Noblat Atualizado em 30 jul 2020, 19h52 - Publicado em 27 mar 2019, 11h00

Uma vez que faltou coragem ao PMDB para fazer uma defesa vigorosa do ex-presidente Michel Temer, quem se encarregou dela foi o ex-presidente José Sarney.

Ele divulgou uma nota onde diz:

“O Brasil precisa de respeito à dignidade da pessoa humana, cuja honra não pode ser usada como instrumento de espetáculo para satisfazer vaidades pessoais. A violência contra o ex-presidente Michel Temer não feriu apenas a Constituição, mas também acabou com o direito à presunção de inocência.

É com alívio que recebemos a revogação dessa decisão, que chocou o mundo do direito e da política no país, algo de grande injustiça.

Meu testemunho é o de que o ex-presidente Michel Temer é um homem correto, que prestou grandes serviços ao Brasil.

É com satisfação que verificamos que a justiça ainda funciona.

Do mesmo modo, manifestamos nossa revolta pelo ex-ministro Moreira Franco, também atingido por essa brutal ofensa ao Direito.”

Continua após a publicidade
Publicidade