Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Olha Dilma aí, gente!

Se Haddad não empolga, se Wagner não quer...

Por Ricardo Noblat Atualizado em 1 fev 2018, 11h34 - Publicado em 31 jan 2018, 09h00

A candidatura de Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo, não empolga os petistas carentes de votos para se eleger ou se reeleger, parte deles encrencada com a justiça.

A de Jaques Wagner, duas vezes governador da Bahia, ex-ministro dos governos Lula e Dilma, poderia empolgar – mas não empolga a Wagner. Ele sonha com uma vaga de senador.

Por que não Dilma? O mandato dela foi cassado, mas seus direitos políticos, não. Ela conseguiu até aqui parecer honesta, embora tenha compactuado com tanta desonestidade.

O discurso do PT de que o impeachment foi golpe, pode não ter colado como o partido queria, mas serviu para manter sua militância unida e constrangeu o resto da esquerda.

Se antes era desaconselhável convidar Dilma e Lula para a mesma mesa, hoje deixou de ser. Os dois estão sempre juntos como as principais vítimas do “golpe” ainda em curso.

Por que não Dilma? À falta de outro, vai ela mesma.

Dilma Rousseff, ex-presidente da República Ueslei Marcelino/Reuters
Continua após a publicidade
Publicidade