Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O “Princípio Lula”

Faz sentido, como não?

Mal havia se passado 12 horas da decisão do Supremo Tribunal Federal de nada decidir sobre o habeas corpus de Lula e de conceder-lhe um salvo conduto para que não fosse preso, e um promotor de Justiça do Ministério Público do Distrito Federal resolveu copiar ao seu modo o exemplo que recebeu de cima.

Valmir Soares Santos pediu a soltura de uma pessoa que estava presa preventivamente desde janeiro último sob a acusação de ter roubado um carro. Se Lula não pode ficar preso por causa do atraso da Justiça no julgamento de um pedido de habeas corpus, por que quem está preso deveria ficar devido à lentidão da Justiça em decidir seu caso?

É o “Princípio Lula”, a mais nova jabuticaba do processo penal brasileiro.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Carlos Moura

    “Lulisprudência”.

    Curtir

  2. Fernando Mello

    Por isso gosto das ditaduras…é uma instância só e fim de papo…fica tudo mais simples e mais barato.

    Curtir

  3. Ataíde Jorge de Oliveira

    😮 OU…
    D룣:FÏM
    ,o Prinçep$$
    £u££aDRªº 😮

    Curtir

  4. Carlos Moura 24 mar 2018 – 10h13
    Hahahahahahahahaha! 10!

    Curtir

  5. Anacársis Cita

    Esses promotorzecos deveriam ler a constituição. Descobririam que vige o princípio da presunção de inocência até trânsito em julgado da sentença condenatória. Mas é pedir demais a esses adolescentes de terno.

    Curtir

  6. Anacársis Cita

    A propósito, adoro jabuticaba!

    Curtir