Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

O Dia D de Alckmin

É hoje ou não será mais

Por Ricardo Noblat Atualizado em 30 jul 2020, 20h18 - Publicado em 28 set 2018, 08h00

O destino de Geraldo Alckmin, candidato do PSDB à presidência da República, deverá ser selado logo mais à noite com a divulgação dos resultados da mais recente pesquisa de intenção de voto do Datafolha, aplicada ontem e hoje.

Ou ele sobre três ou mais pontinhos, para além da margem de erro da pesquisa, ou dará adeus à eleição – a segunda que terá perdido para presidente (a primeira foi em 2006 contra Lula). O desastre encontrará muitas explicações.

Uma, porém, favorável ao candidato: a traição do seu próprio partido. Em 2006, o PSDB abandonou Alckmin antes mesmo de ele ser derrotado. Repetiu a dose agora. Tucano emplumado não vota em tucano. Quer mais é arrancar-lhe as penas.

Publicidade