Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Memória do primeiro ano de vida deste blog

Recordar ensina

Por Ricardo Noblat Atualizado em 21 mar 2021, 04h10 - Publicado em 21 mar 2021, 10h00

Seguem algumas notas de 2004 campeãs de audiência e que ajudaram este blog a se afirmar.

23/04/2004

Aqui você faz e aqui, às vezes, você paga

 O PT levou toda sua vida batendo duro nos governos que loteavam cargos entre partidos que os apoiavam. Era a política do “é dando que se recebe”, expressão usada certa vez pelo ex-deputado e ex-ministro Roberto Cardoso Alves.

De duas semanas para cá, o PT perdeu a vergonha e começou a lotear cargos. Tem cargo para todo mundo a pretexto de garantir “a governabilidade”.

11/05/2004

Atenção!

 

O jornalista William Larry Rother, correspondente do jornal The New York Times no Brasil, acaba de ter cassado seu visto de permanência temporária no país. Isso equivale a uma expulsão.

Ele é autor de uma reportagem sobre os hábitos etílicos de Lula. Não me lembro de nenhum ato parecido com esse desde que a ditadura militar de 64 chegou ao fim.

12/05/2004

O que fazer com a Constituição

Na reunião, ontem, que decidiu o destino do correspondente do NYT no Brasil, Lula resistiu aos apelos de ministros e de assessores para que não tomasse a decisão que tomou.

Todos ou quase todos que ele ouviu foram contra a cassação do visto de permanência no país do jornalista. A certa altura da reunião, um dos ministros argumentou:

– Presidente, o jornalista é casado com uma brasileira. E a Constituição concede a ele o direito de ficar aqui…

A frase do ministro foi interrompida pelo comentário de Lula:

– Foda-se a Constituição.

Estava furioso. Mais do que furioso: descontrolado em alguns momentos. Berrou, disse palavrões e esmurrou a mesa do seu gabinete de trabalho no Palácio do Planalto.

A decisão de expulsar o jornalista foi dele, unicamente dele.

13/5/2004

Continua após a publicidade

Falecimento

Lulinha paz e amor morreu. Talvez ressuscite um dia.

21/06/2004

Cachorra punida

“Michele”, a cadelinha de estimação do casal Lula e Marisa, foi banida do Palácio da Alvorada depois que pegou carona em um carro oficial para dar um pulo na Granja do Torto ao encontro do presidente e da primeira dama. Nunca mais foi vista em público.

Na semana passada, o ministro Jacques Wagner presenteou o casal com um lindo e dócil filhote da raça labrador. Trata-se de um cão de caça, originário da Inglaterra, muito afetivo e que gosta de estar sempre na companhia dos seus donos.

De tão inteligente, o labrador costuma servir de guia para cegos.

02/08/2004

Reflexão

Não sei se estou ficando mais cínico à medida que envelheço ou mais realista. Ou simplesmente mais desencantado. Ou as três coisas juntas. Mas creio, por tudo que já vi e vejo, que governar é mentir. Ou que a mentira é indissociável do ofício de governar.

Mentir na maioria das ocasiões. Ocultar em outras tantas. E apostar que as pessoas se acostumam com isso e perdoam as mentiras se ao fim e ao cabo o governo apresentar um saldo razoável de realizações.

18/08/2004

Brincadeira

Lula disse ontem na República Dominicana: “Fiz agora uma viagem ao Gabão e fui aprender como é que um presidente conseguiu ficar 37 anos no poder e ainda se candidatar à reeleição”.

(Foi brincadeira de Lula, disseram mais tarde assessores dele.)

Lula chamou no fim de semana os jornalistas de covardes por não defenderem a proposta de criação do Conselho Federal de Jornalismo.

(Foi brincadeira de Lula, explicaram depois assessores dele.)

Lula negou-se na semana passada a dar entrevistas alegando que só o faria se os jornalistas defendessem a proposta de criação do Conselho Federal de Jornalismo.

(Foi brincadeira de Lula, segundo relataram os próprios jornalistas. Em todo caso, ele não deu entrevista.)

Lula está de porre!

(É brincadeira minha.)

Continua após a publicidade
Publicidade