Clique e assine a partir de 9,90/mês
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Com bilhete só de ida, por que não?

A falta que um bom marqueteiro faz a Lula...

Por Ricardo Noblat - 26 jan 2018, 09h00

Se Luiz Inácio da Silva fosse o Collor de 1989, não devolveria o passaporte confiscado por um juiz federal de Brasília. Mesmo se fosse o Lula, versão jararaca, não devolveria.

Pelo contrário: tentaria embarcar para o exterior à luz do dia. Ganharia manchetes aqui e lá fora quando fosse impedido de viajar. E se fosse preso temporariamente ou não, melhor ainda para ele.

Que falta faz a Luiz Inácio a companhia do marqueteiro João Santana. Ou mesmo a companhia de Duda Mendonça, o inventor do Lulinha Paz e Amor.

Lula só ficou parecido com Collor depois que começou a governar.

Duda Mendonça: Victor Moriyama/Folhapress
Publicidade