Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Noblat Por Coluna O primeiro blog brasileiro com notícias e comentários diários sobre o que acontece na política. No ar desde 2004. Por Ricardo Noblat. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Bolsonaro e Mourão discutem a relação, mas a discórdia prossegue

Fidelidade a Trump a toda prova

Por Ricardo Noblat Atualizado em 18 nov 2020, 19h44 - Publicado em 14 nov 2020, 09h00

O presidente Jair Bolsonaro e seu vice, o general Hamilton Mourão, conversaram na última quinta-feira numa tentativa de acertar os ponteiros. Foi um encontro sem testemunhas.

O pouco que se sabe a respeito vazou por um ou por outro Lavaram roupa suja. Despediram-se com promessas de jogarem juntos, quando nada porque não há outro jeito.

Mourão não recuou das suas posições, nem Bolsonaro das dele. E por não ter feito voto de silêncio, uma vez perguntado ontem, afirmou que dá Joe Biden como eleito nos Estados Unidos.

Não é só Mourão que dá, mas os chefes de Estado do mundo inteiro, incluindo o Papa Francisco. Menos os presidentes da Rússia, do México e naturalmente do Brasil.

Até Trump, em sua primeira fala pública depois da eleição, escorregou e quase reconheceu sua derrota. Bolsonaro detestou o que disse  Mourão, mas perdoou Trump.

Continua após a publicidade
Publicidade